Siga-nos:

Informativos


ACIC prestigia abertura da programação do Museu Angelo Spricigo

15/04/2018

A conselheira da Associação Empresarial de Concórdia (ACIC), Elizeth Pelegrini, participou no sábado, dia 14, da abertura da programação do Museu Angelo Spricigo. As atividades, que serão realizadas até o dia 24 de abril, marcam os 103 anos de história do seu fundador.

Valorizar os ofícios feitos à mão, trabalhos manuais, pouca tecnologia e o resgate histórico a partir das décadas dentro do último século. Estes são os eixos que nortearam a construção da programação que envolve oficinas de costura manual, customização e criação em moda, apresentação de contação de história, do Coral Santa Cecília, do La Concórdia e feira de antiguidades.

No sábado, foi lançada a cartilha educativa "Um século de história feita à mão", com ilustrações da artista concordiense Simone Talin que contam, resumidamente e com muito humor, a trajetória de vida do Sr. Angelo Spricigo. Além das ilustrações, atividades pedagógicas fazem parte desta cartilha.
Além das ações culturais, educativas e de formação complementar, a programação de aniversário lançará o selo postal do Museu Angelo Spricigo, em parceria com os Correios. Esta iniciativa é a primeira do gênero em Concórdia, permitindo que o nome da cidade e o acervo do museu seja difundido por todo Brasil, uma vez que este selo terá valor comercial, podendo ser utilizado em postagens, encomendas e outros.

A programação é uma realização do Museu Angelo Spricigo, com investimento cultural da Modelo Imobiliária, Filtros Pellizzaro e Mestre Pança, além do apoio cultural do Sesc Concórdia e Crecerto - Agência de Microcrédito. A gestão cultural é da Sabiá - gestão criativa.

HISTÓRIA

Angelo Spricigo nasceu em 1915 e no dia 24 de abril de 2018 completa 103 anos de história. Foi sapateiro, vendedor de terno e rádio, pedreiro, carpinteiro e agricultor. Tocou violão, violino, órgão, foi regente do "Coral Santa Cecília", participou do grupo musical "La Concórdia" e da fundação do "Clube dos Veteranos" em Concórdia/SC. Desde o ano de 1997, é colecionador de máquinas de costura. Hoje, o museu que leva o seu nome possui mais de 1650 máquinas de costura em cerca de 180 marcas diferentes catalogadas. É o maior acervo de máquinas de costura do Brasil e de toda América Latina.


Fonte: PG Comunicação




ATENDIMENTO ONLINE Clique aqui
ATENDIMENTO OFFLINE Clique aqui